MENU

Choker - ​twenty one pilots 「LETRA」 - Tradução em Português by Sanderlei

I don't bother anyone
Nervous when I stand
Chokin' on the circumstance
Only smokin' secondhand (Mm-mm)


Choker - ​twenty one pilots 「LETRA」

I don't bother anyone
Nervous when I stand
Chokin' on the circumstance
Only smokin' secondhand (Mm-mm)
Cut us open, spread us out (Mm-mm)
Dry us in the sand (Mm-mm)
Lay the fibers side by side (Mm-mm)
And you'll begin to understand (Mm-mm)

[Chorus]
I know it's over
I was born a choker
Nobody's comin' for me
Comin' for me

[Post-Chorus]
Mm-mm (I know it's over)
Mm-mm, mm-mm, mm-mm

[Verse 2]
I don't bother anyone
Never make demands
Chokin' on the circumstance
Self-sabotage is a sweet romance (Mm-mm)


Seems like all I'm worth is what I'm able to withstand (Mm-mm)
Sooner I can realize that pain is just a middleman

[Chorus]
I know it's over
I was born a choker
Nobody's comin' for me

[Bridge]
I see no volunteers to cosign on my fears
I'll sign on the line
Alone, you're gonna change my circumstance
I know I need to move right now

[Chorus]
Cause I know it's over
I was born a choker
Nobody's comin' for me (Only smokin' secondhand)
I know it's over
I was born a choker
Nobody's comin' for me
Comin' for me

[Verse 3]
Like a little splinter buried in your skin


Someone else can carve it out but when you've got the pin
It hurts a little less and you can even push it further in
When your body's screamin' out, trust your mind's listenin'
Like a silhouette that you can barely see
As a shadow cast upon the ground where you'll eventually
Lay forever, but the day goes on, the sun moves behind you
You get taller, bolder, stronger and the rearview only blinds you

[Outro]
Mm-mm, mm-mm, mm-mm


Choker - ​twenty one pilots 「LETRA」 - Tradução em Português by Sanderlei


Eu não incomodo ninguém
Nervoso quando estou de pé
Sufocando na circunstância
Só fumando de segunda mão (Mm-mm)
Abra-nos, espalhe-nos (Mm-mm)
Seque-nos na areia (mm-mm)
Coloque o fogo ao lado, ao lado (Mm-mm)
E você vai começar a entender (Mm-mm)

[Refrão]
Eu sei que acabou
Eu nasci uma gargantilha
Ninguém está vindo para mim
Vindo para mim



[Pós-Refrão]
Mm-mm (Eu sei que acabou)
Mm-mm, mm-mm, mm-mm

[Verso 2]
Eu não incomodo ninguém
Nunca faço exigências
Sufocando na circunstância
Autossabotagem é um doce romance (Mm-mm)
Parece que tudo o que valho é o que sou capaz de suportar (Mm-mm)
Mais cedo poderei perceber que a dor é apenas um intermediário

[Refrão]
Eu sei que acabou
Eu nasci uma gargantilha
Ninguém está vindo para mim

[Ponte]
Eu não vejo nenhuma lágrima caída para sustentar meus medos
Vou assinar na linha
Sozinho, você vai mudar minha circunstancia
Eu sei que preciso me mover agora

[Refrão]


Porque eu sei que acabou
Eu nasci uma gargantilha
Ninguém está vindo para mim (Apenas fumando de segunda mão)
Eu sei que acabou
Eu nasci uma gargantilha
Ninguém está vindo para mim
Vindo para mim

[Verso 3]
Como uma pequena farpa enterrada em sua pele
Outra pessoa pode retirá-lo, mas quando você tiver o alfinete
Dói um pouco menos e você pode até empurrá-lo mais para dentro
Quando seu corpo está gritando, confie que sua mente está ouvindo
Como uma silhueta que você mal consegue ver
Como uma sombra lançada sobre o solo onde você eventualmente
Deite para sempre, mas o dia passa, o sol se move atrás de você
Você fica mais alto, mais ousado, mais forte e o retrovisor só te cega

[Saída]
Mm-mm, mm-mm, mm-mm